//www.biosfera1.com/wp-content/uploads/2021/11/IMG_5672red.jpg

Classificar o plástico e transformá-lo é uma brincadeira de criança

0€ of 3,000€ raised

Avertissement Le mode de test est activé. En mode de test, aucune transaction réelle n’est effectuée.

A ilha de São Vicente não é poupada aos resíduos que, embora recolhidos, são queimados sem triagem prévia numa lixeira a céu aberto nos arredores da cidade de Mindelo.

Como parte do seu programa de redução de resíduos plásticos, a ONG Biosfera irá desenvolver, a partir do primeiro trimestre de  2022, um vasto programa de sensibilização e mobilização destinado às escolas do Mindelo. A ideia é colocar caixas selectivas nas escolas e assim permitir a triagem do plástico. Alguns plásticos podem ser reciclados pelos alunos criando fatos para o Carnaval enquanto outros, como o Poli(Propilenoglicol e o Polietileno respectivamente PP e PE) podem ser transformados sem prejudicar o ambiente. A transformação desta última, realizada pelas mulheres da comunidade de pescadores de Salamansa, produzirá elementos úteis para a comunidade e para as escolas (placas rígidas, regras de medição para as crianças em idade escolar..). Desta forma, as crianças, através deste círculo virtuoso, estão empenhadas numa abordagem responsável e desempenham o papel de mensageiro para as suas famílias. O seu apoio tornará possível comprar XX contentores, recolher os plásticos e transportá-los para a oficina de reciclagem

100
Informations personnelles

Total du don : 100€

Classificar o plástico e transformá-lo é uma brincadeira de criança


A ilha de São Vicente não é poupada aos resíduos que, embora recolhidos, são queimados sem triagem prévia numa lixeira a céu aberto nos arredores da cidade de Mindelo.

Como parte do seu programa de redução de resíduos plásticos, a ONG Biosfera irá desenvolver, a partir do primeiro trimestre de  2022, um vasto programa de sensibilização e mobilização destinado às escolas do Mindelo. A ideia é colocar caixas selectivas nas escolas e assim permitir a triagem do plástico. Alguns plásticos podem ser reciclados pelos alunos criando fatos para o Carnaval enquanto outros, como o Poli(Propilenoglicol e o Polietileno respectivamente PP e PE) podem ser transformados sem prejudicar o ambiente. A transformação desta última, realizada pelas mulheres da comunidade de pescadores de Salamansa, produzirá elementos úteis para a comunidade e para as escolas (placas rígidas, regras de medição para as crianças em idade escolar..). Desta forma, as crianças, através deste círculo virtuoso, estão empenhadas numa abordagem responsável e desempenham o papel de mensageiro para as suas famílias. O seu apoio tornará possível comprar XX contentores, recolher os plásticos e transportá-los para a oficina de reciclagem

 

A ilha de São Vicente não é poupada aos resíduos que, embora recolhidos, são queimados sem triagem prévia numa lixeira a céu aberto nos arredores da cidade de Mindelo.
Como parte do seu programa de redução de resíduos plásticos, a ONG Biosfera irá desenvolver, a partir do primeiro trimestre de 2022, um vasto programa de sensibilização e mobilização destinado às escolas do Mindelo. A ideia é colocar caixas selectivas nas escolas e assim permitir a triagem do plástico. Alguns plásticos podem ser reciclados pelos alunos criando fatos para o Carnaval enquanto outros, como o Poli(Propilenoglicol e o Polietileno respectivamente PP e PE) podem ser transformados sem prejudicar o ambiente. A transformação desta última, realizada pelas mulheres da comunidade de pescadores de Salamansa, produzirá elementos úteis para a comunidade e para as escolas (placas rígidas, regras de medição para as crianças em idade escolar..). Desta forma, as crianças, através deste círculo virtuoso, estão empenhadas numa abordagem responsável e desempenham o papel de mensageiro para as suas famílias. O seu apoio tornará possível comprar XX contentores, recolher os plásticos e transportá-los para a oficina de reciclagem

Facebook
Twitter
YouTube
Instagram
pt_PTPortuguês
en_GBEnglish (UK) pt_PTPortuguês